Forró

O termo “forró” que surgiu no começo do século XX, segundo o filósofo pernambucano Evanildo Bechara, é uma redução de forrobodó, que por sua vez é uma variante do antigo vocábulo galego-português forbodó. O termo “forró” a princípio designa a festa onde se dança, se toca, enfim, onde há diversão. Mas não qualquer festa, qualquer música. Deve ser uma seqüência de ritmos nordestinos, tais como xaxado, côco, baião, xote, entre outros.

Alguns pesquisadores dizem que o forró universitário surgiu no ano de 1975, mas naquela época o forró chegou no meio universitário sem sofrer nenhuma alteração se dançava forró de maneira tradicional, sendo alterado e considerado o atual forró universitário a partir de 1990.

O forró é dançado em pares que executam diversas evoluções, diferentes para o forró nordestino e o forró universitário.

O forró nordestino é executado com mais malícia e sensualidade, dançando de forma mais junta, o que exige maior cumplicidade entre os parceiros enquanto o forró univeritario tem uma serie de movimentos de giros e voltas entre os parceiros.

Horários

Segunda-feira
21:30 pm - 22:30 pm
Quarta-feira
21:30 pm - 22:30 pm
Sábado
14:00 pm - 15:00 pm

Detalhes

Categories